Comportamento dos gatos - um guia para comprendê-los

/
0 Comentários
Comportamento felino


Qualquer pessoa pode compreender o comportamento dos gatos e até mesmo se comunicar com eles. Os pequenos felinos, muitas vezes, fazem um esforço maior que o dos humanos para estabelecer uma conexão pela linguagem. Porém, a maioria das vezes as pessoas não os entendem.

É preciso ler o "todo": seus movimentos, a posição da calda, das orelhas, o tipo de miado etc. Aprendendo a assimilar todos esses sinais em conjunto, você pode saber quais as intenções e sentimentos do seu bichinho.

Abaixo você tem um guia básico para iniciar essa conversação com seu animalzinho. É importante reler para aprender bem o que cada movimento significa. Em breve publicaremos mais macetes sobre o comportamento felino.

Vocalizações

Miau

O miau do gato significa muitas coisas. Ele pode estar dizendo apenas 'oi', pode estar lhe avisando que, pra ele, é hora de você acordar. Também pode estar pedindo alguma coisa, como comida, ou lhe obrigando a dar algo. Também avisa através do miau que está irritado.

A questão é que o barulho do miado varia de gato pra gato, levando em consideração também a raça ou a idade. É como nos humanos. Mas observando p seu é possível achar um padrão comunicativo.

A entonação é tudo. Nos bebês um miado fino, mesmo que repetitivo, é um pedido de ajuda mais contido. O estridente, obviamente, é para algo mais sério. Com os adultos é basicamente a mesma coisa, mas suas variações são maiores. Um miado educado, pedindo ajuda ou protestando, às vezes não sai som (nossos ouvidos não captam).

Já do lado oposto, um miado estridente e curto é um protesto indignado. Um miado que começa num tom e vai decaindo lentamente é sinal de lamento, ou tristeza. O curto e enfático é uma ordem. Um miado companhado de um trinado é uma saudação amigável.

Miados frenéticos sem parar é um pedido desesperado por socorro. Quando gatas estão no cio, o macho faz uma verdadeira algazarra. Quando vai brigar ergue o tom e o mantem durante algum tempo.

Ronronado

O ronronado é um verdadeiro mistério até hoje. Uma das marcas dos pequenos felinos intriga estudiosos até hoje. Sabe-se que não há apenas uma forma de interpretá-los. Normalmente, e os donos percebem isso, o animal está tranquilo, satisfeito e calmo. Na hora do carinho ele não resiste, ronrona muito.

Mas não pode-se achar que ele faz isso apenas quando está desfrutando uma situação boa para ele. Às vezes significa algo diametralmente oposto. Quando está com medo, ou ansioso, o ronronado pode ser ainda mais alto. É uma maneira dele confortar a si mesmo, tal como o bebê que chupa o dedo.

Nesses momentos, é necessário perceber bem qual o contexto em que ele se encontra. Às vezes o ronronado pode significar até mesmo uma doença.

Rosnado

Esse é fácil. Significa que ele está furioso! Às vezes por terem irritado-o demais ele abre a boca e solta seu rosnado gutural. Nessas horas é necessário dar um tempo ao bichano até que ele se acalme.

Uivo, gorjeios, trinados e silvos


O uivo pode significar que ele está machucado, ou preso em algum lugar. Em algumas situações ele está desorientado, procurando pelo dono, pelos filhotes. Gatos idosos com problemas demenciais costumam uivar.

O uivo alto assimilado a outros barulhos extremamente estranhos é o famoso festerê dos felinos na hora de acasalar.Impossível não reconhecer e, até mesmo, se assustar algumas vezes.

A vocalização similar a um gorjeio de pássaro é justamente feita direcionada a eles. Quando o seu companheiro vai à janela observar suas potenciais presas, faz o barulhinho. Ainda não se sabe qual é o significado, mas que é interessante, isso é.

Os trinados e silvos costumam aparecer em conversas entre eles. A mamãe ordena que seus filhotes a sigam com esse barulho. Às vezes o pedido para que o sigam é direcionado ao dono, com o mesmo barulho.

Linguagem corporal

Corpo

O corpo pode te ajudar a interpretar o que ele quer, e não é tão difícil quanto parece. Quando está com as costas arqueadas e o pelo eriçado significa que ele está assustado, com medo ou irritado.

Já se o corpo está arqueado e o pelo normal, alisado, ele quer dizer que gosta do seu carinho, e está pedindo mais. Quando se deita de costas a ronronar, está feliz, gosta de você e acredita que é alguém confiável.

Agora, se está de costa rosnando tome cuidado, ele está se sentindo ameaçado e está pronto para atacar.

Cauda

Quando está ereta e o pelo normal, está feliz, em alerta, ou curioso com algo. Se o pelo está eriçado está furioso (quando o gato está muito irritado costuma combinar a cauda ereta com as costas arqueadas, e o pelo do corpo todo fica em pé).

Quando está abaixada, em curva, ou entre as pernas, significa que está inseguro, ou ansioso. Quando ele mexe-a de um lado para o outro, mostra que está agitado, e quando mais mexe, mais irritado está.

Se a treme ereta, pode estar tentando marcar território pulverizando o local com urina. Esse problema se resolve castrando-o. Em outras situações só mostra animação.

Orelhas

Os gatos possuem orelhas muito articuladas, que lembram antenas satélites (o mais correto seria dizer que antenas satélites lembram orelhas de gatos). Quando estão planas, com as pontas voltadas para trás, significa que está irritado ou assustado.

Quando elas estão se movimentando, o animal está atento ao ambiente. O segredo de sua habilidade de perceber o ambiente muito se deve às suas orelhas, que acompanham o som.

Olhos

Quando as pupilas estão contraídas, podem dizer que ele está nervoso, mas também satisfeito. Analise o contexto. Se estão parcialmente dilatadas, ele está sendo submisso, talvez queira alguma coisa. Muito dilatadas, mostra que o bichano está na defensiva. No mais ele dilata a pupila quando quer brincar.

Movimentos

Ao se esfregar, ele demostra carinho, sim. Mas não só isso. Ele está dizendo que você pertence a ele! Felinos domésticos utilizam esse movimento para marcar seu território. Por isso você nunca entendia por que ele se esfregava em você, depois na cadeira, depois na porta, etc.

Amassando biscoitos, ou seja, quando o gato faz movimentos com as patas como se estivesse trabalhando numa massa, ele demostra que está muito contente. É um comportamento herdado da seu curto momento de filhote, quando amassava as tetas da mãe para sair o leite.

Leia mais posts sobre o mundo felino:


Você também irá gostar

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.